Daisypath Vacation tickers

Daisypath Vacation tickers

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Consulta com optometrista infantil

Eu e o Mauro notamos que nossa filha só queria ver TV de muito perto. Um dia perguntamos a ela por que ela não gostava de assistir à TV sentada no sofá e ela nos disse que não enxergava direito de longe. Não pensei duas vezes, fui tentar marcar uma consulta com um oftalmologista.

Peguei a lista telefônica e comecei a procurar um. Escolhi uma clínica perto da minha casa. Liguei pra lá e a disse que queria marcar uma consulta com um oftalmologista para minha filha. A secretária informou que eles não atendiam crianças, só adultos! Ok, perguntei onde atendia crianças. Ela me pediu para ligar no hospital Sainte Justine pois lá teria oftalmologista para crianças.

Liguei! A secretária pediu para eu descrever o problema da minha filha. Achei estranho, mas descrevi. Aí ela me falou que ela não deveria se consultar com um oftalmologista e sim com um optometrista. Eu nem sabia que especialidade era essa, mas pedi a ela que me indicasse um. A moça me deu nome e telefone de uma clínica. Liguei lá e consegui consulta para a semana seguinte. Novamente uma secretária me pediu para descrever o problema da minha filha e disse que a consulta custaria $10 e que eu deveria levar o cartão de seguro saúde da criança (Assurance Maladie).

No dia e hora marcados lá estávamos nós. Demoramos meia hora para sermos atendidos. O optometrista era um rapaz muito simpático e paciente. Ele fez os exames normais no olho da Fê (que colaborou bastante, por sinal!) e disse que suspeitava que ela teria que usar óculos, mas para confirmar sua suspeita ele iria colocar colírio nos olhos dela para dilatar as pupilas e após uma hora examinaria novamente.

Minha princesinha nem reclamou do colírio ou dos olhos embaçados. Após uma hora fez novamente os exames e alguns outros que não tinha feito antes e constatou. A princesa precisa de óculos! Quando perguntei quantos graus, quase não acreditei na resposta: 4 graus em cada olho! Será que é isso mesmo?

Ele nos pediu para fazer os óculos o mais rápido possível e retornar lá em 3 meses para nova consulta e avaliação. Saímos de lá e já mandamos fazer os óculos. Despesinha básica de $315! Espero que ela goste de usar e que realmente melhore sua visão. Ainda não ficaram prontos, devo pegar esta semana. Vamos ver!!!

Gostei do atendimento do optometrista e da equipe dele. Em geral, o atendimento nas clínicas é bom.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

5 meses em Montreal

Hoje faz 5 meses que chegamos aqui! Como passa rápido!

Nesse período estudamos francês pra caramba, passeamos muito, fomos a museus, patinamos no gelo, deslizamos na neve, fizemos amigos (de vários lugares do  mundo), tiramos documentos, alugamos apartamento, compramos carro, colocamos as crianças em duas creches diferentes, compramos celulares, contratamos serviços, compramos móveis e eletrodomésticos, falamos muito com a família e amigos no Brasil via Skype e Viber, já fomos à Mont-Tremblant, Ottawa, Gatineau e Quebec, fomos colher maçãs diretamente nas macieiras, brincamos muito nos brinquedos e montanhas-russas do parque La Ronde, andei e corri no Parque Lafontaine diversas vezes, visitamos o Jardim Botânico, o Biodôme, o Stade Olympique (subimos duas vezes na torre inclinada do estádio, uma no outono e outra no inverno) e o Velho Porto (lindo), conhecemos quase todos os supermercados da cidade, utilizamos a famosa pá para tirar a neve da frente de casa, Fernandinha já fala francês bem, já hospedamos amigos brasileiros, conhecemos alguns hospitais e clínicas médicas, consultamos as crianças no pediatra...

Ufa!!!! Tanta coisa que fizemos e parece que chegamos ontem!!!

Ainda temos um longo caminho até nos estabilizamos por aqui. Nosso curso de francês termina esta semana e aí a coisa fica séria, pois temos que começar a procurar emprego de verdade, com força e coragem. Temos que começar a trabalhar logo. Se Deus quiser, vamos conseguir!

Improvisação em francês - vídeos

Como eu havia prometido no post anterior, aqui estão os vídeos do Mauro na Liga da Improvisação de Francês. Ele foi o máximo!!!

http://youtu.be/97pY7IsT6Mc

http://youtu.be/74pi5Wk5Gy4

http://youtu.be/sVpaax4xoBg

http://youtu.be/N2KwJUbTS8o


segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Minha festa de aniversário internacional

Ontem, dia 22, foi meu aniversário. E para não perder o costume, fiz uma festinha em casa. Dessa vez não estavam presentes meus queridos amigos de Brasília, nem minha família que mora lá, mas convidei meus colegas do curso de francês e meus amigos Irla e Rodolfo.

Foi uma festa internacional, pois tinha convidados de toda parte do mundo, inclusive Sibéria, Sérvia e Moldávia! Falamos francês, inglês e português, é claro!!! Consegui encomendar salgadinhos de uma brasileira que faz para vender, então tinha coxinha e bolinho de bacalhau. Fantástico! Uma delícia!

Alguns de meus colegas trouxeram seus filhos que ficaram brincando com os meus e foi realmente divertido. Todos que estavam aqui estão na mesma situação que nós, ou seja, longe de amigos e da família, e a festinha de ontem aproximou-nos um pouco mais.

Ontem falei com quase todos da família por telefone ou por Skype, o que ajuda um pouco a diminuir a saudade. Foi meu primeiro aniversário longe do Brasil e das pessoas que amo, mas a festinha amenizou um pouco a solidão.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Tempo seco

Eu sempre morei em Brasília, cidade super famosa pela secura do ar no inverno. Confesso que gostava da baixa umidade e já estava bem acostumada com ela. Mas estou impressionada com o clima seco de Montreal. Aqui, se fico um dia sem passar creme nas mãos, elas ficam ásperas. As juntas dos dedos já chegaram a sangrar uma vez. O nariz sangra toda manhã! O rosto dos meus bebês ficam ásperos. Dá-lhe creme!!!!

A causa de tanta secura do ar são os aquecedores existentes em casa e em todos os lugares fechados. Lá fora nem é tão seco, pelo contrário, tem tanta neve que não tem como ficar seco! Mas não permanecemos lá fora por muito tempo! Ficamos sempre onde há aquecimento e aí não tem como escapar!

Outra consequência chata da temperatura seca, fora o sangramento do nariz e a aspereza da pele, é a quantidade de pequenos choques que levamos! Hoje o Mauro estava dando comida pro Gui com uma colher de metal e a cada vez que a colher encostava na boca dele o coitadinho levava um choque. Nem preciso dizer que ele não comeu quase nada! Quem é que aguenta levar um choque a cada colher na boca???

O pior é que no verão a umidade é exagerada! Ai, ai! Cidade de extremos!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Improvisação em francês

Uma das diversas atividades que temos nas aulas de francês é a Liga da Improvisação. Trata-se de um jogo entre equipes de 6 pessoas (cada equipe de uma sala diferente), cujos participantes devem improvisar uma atuação teatral de acordo com o tema e critérios definidos pelo juiz do jogo. Todos os alunos da classe tiveram que jogar. Eu e o Mauro jogamos duas vezes e nos saímos muito bem, mas ele é bem mais criativo que eu e interpreta muito melhor também.

Por ele ter sido o melhor de nossa turma, foi escolhido para nos representar na grande final que aconteceu hoje. Mais de 200 pessoas, entre estudantes da UQAM e professores, estavam na platéia para assistirem as duas equipes (onde havia pessoas de todas as turmas) duelarem.

O Mauro foi o capitão da equipe dele e, novamente, se saiu muito bem! Sua equipe ganhou.

É muito bom perceber nosso progresso na língua francesa. Participar de uma peça de teatro, tendo que improvisar tudo na hora, na frente de mais de 200 pessoas, não é para qualquer um!!!

Parabéns ao Mauro pela excelente atuação de hoje!!!

ps: fiz uns filminhos que coloquei no Youtube. Vou colocar os links aqui em breve.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

O pior do inverno

O pior do inverno aqui em Montreal não é o frio nem a neve, é o gelo, literalmente o gelo! É preferível que as temperaturas permaneçam sempre bem baixas, menores que -5 graus, porque dessa forma só neva, não chove. E chuva se transforma em gelo muito rápido por aqui!

Foi o que aconteceu nesta madrugada! As temperaturas subiram, chegou a ficar 1 positivo e aí choveu em vez de nevar! Só que logo depois da chuva a temperatura baixou rapidamente e toda a água que tinha caído virou gelo! Hoje pela manhã seria mais fácil sair de casa com patins para gelo do que de botas. Todas as calçadas e ruas estavam cobertas com uma camada de gelo, tornando o simples ato de caminhar uma aventura. Terrível!!!

A neve é linda, fofa e não é perigosa de se andar em cima. É como caminhar na areia da praia, mas o gelo, ahrrrrr! O pior é que se nevar agora vai nevar em cima da camada de gelo que já existe e aí será perigoso, pois quando pisarmos não veremos o gelo que está embaixo.

Agora é triplicar o cuidado e torcer para não escorregar nessa imensa pista de patinação em que se tornou Montreal!

domingo, 15 de janeiro de 2012

Deslizando no Mont Royal

video

Como eu disse em outro post, a neve e o frio não têm nos impedido de sair para nos divertirmos. Domingo passado fomos deslizar no Mont Royal com as crianças. Estava muito frio, mas estávamos bem abrigados. No final da brincadeira já estávamos com calor! Foi tanto sobe e desce que cansamos.

O Parque Mont Royal tem várias atrações gratuitas no inverno, tem várias áreas para escorregar na neve, para fazer ski e para patinar no gelo. É só escolher e aproveitar!

sábado, 14 de janeiro de 2012

Curso de Pós-Graduação

Foto de 2006 quando estudei na HEC por duas semanas
Esta semana fiz uma demanda de admissão em um curso de pós-graduação em Gestão Financeira, em francês, na HEC Montreal, que é uma faculdade ligada à Universidade de Montreal. As inscrições para o curso estão abertas até 15 de fevereiro e a resposta se somos aceitos ou não será dada até o final de março ou início de abril. As aulas começarão dia 03 de maio.

Apesar da Universidade de Montreal e das outras três universidades que existem aqui (UQAM, McGill e Concordia) serem públicas, todos cursos são pagos. Não é como no Brasil! Mas o residente do Quebec paga um valor bem abaixo do que os outros residentes do Canadá e do que os estudantes estrangeiros. Ainda bem que sou residente daqui.

Esse curso é de tempo parcial e será oferecido à noite, de 18:45h às 21:45h e aos sábados, de 09:00h às 16:00h. Mas estive pensando... Se eu for aceita e também estiver trabalhando durante o dia (o que eu espero realmente estar), a que horas verei minhas crianças? Será que vale a pena fazer um curso desses e ficar longe deles quase todos os dias da semana, por quase um ano? Mas se eu fizer esse curso, minha empregabilidade aumentará bastante por aqui, além do nível do cargo e do emprego.

Bem, essa é uma decisão séria que eu tenho que tomar. Daqui até sair a decisão da faculdade se serei admitida ou não, eu decido o que fazer.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Brincando na neve

Nem a neve na rua, nem o frio têm nos impedido de sair para passear. A Fernandinha adora se jogar na neve! Ela aprendeu a fazer anjinho em um desenho na TV e toda vez que vê um terreno branquinho quer se jogar. Em 26 de dezembro levamos nosso amigo Francis para conhecer o velho porto. Tinha nevado bastante nos dias anteriores e havia muita neve na rua. A Fernandinha se deliciou! Difícil foi convencê-la a ir embora!










Nossa primeira visita em Montreal

É muito bom receber os amigos. Em dezembro tivemos a oportunidade de hospedar, por duas vezes, um grande amigo nosso, amigo de infância do Mauro, nosso querido Francis. Ele mora no Brasil, estava estudando inglês em Toronto e veio passar os finais de semana do Natal e Ano Novo com a gente. No reveillon veio com a namorada Aline.

Foi super divertido passar esses dias com ele. Em Toronto ainda não tinha nevado e, por sorte, nevou em Montreal bem no dia que ele chegou. Fomos visitar o Casino de Montreal nesse dia. O Parque Jean Drapeau estava lindo, bem branquinho e com neve fofinha. Também fomos patinar no Atrium.




Passamos o Natal na casa de amigos brasileiros, dos nossos queridos Irla e Rodolfo. Foi muito legal. O Francis pôde treinar o inglês com alguns dos outros convidados da festa que não falavam português. As crianças ganharam vários presentes e se divertiram muito. Estava muito, muito frio nesse dia!


No Reveillon, deixei as crianças com uma babá que contratei pelo site www.magarderie.com e fomos ao Velho Porto para ver os fogos de artifício. Antes da meia-noite ficamos em um barzinho, quentinho e muito animado, depois saímos e fomos para a beira do cais. Não estava nevando e o frio não estava tão intenso quanto no Natal, então pudemos passar algumas horas na rua sem sofrer muito com o frio. Tinha bastante gente lá.







Agora é esperar para ver quem serão os próximos a vir nos visitar. Espero que sejam muitos e que seja logo!

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Limpando a neve

Enfim, ela chegou! A neve começou a cair forte em dezembro. Tinha caído forte só uma vez em novembro e depois ficou um tempão sem aparecer, tanto que as ruas e parques estavam completamente limpos, sem sinal algum de neve ou gelo. Mas em dezembro a temperatura baixou muito e não derreteu a neve que foi caindo. O jeito, então, era limpar a frente da casa, a calçada e a entrada da garagem, senão acumula e vira gelo, daí o perigo de escorregar e do carro derrapar aumenta.

Antes de vir pra cá eu pensei que seria um saco pegar a pá e tirar neve da frente de casa, tanto que sempre quis alugar um apartamento em um prédio que tivesse zelador que pudesse fazer esse trabalho, mas eis que vim morar em uma casa e o trabalho e a responsabilidade de "peletar" (tirar neve com a pá) são nossos.

Mas até que essa atividade não é ruim. A neve é fofinha assim que cai e acaba sendo divertido retirá-la. E eu ainda considero um bom exercício físico fazer esse trabalho, pois depois que termina estou cansada e suada, mesmo com temperaturas bem abaixo de zero. Já que ainda não tive coragem de me aventurar a correr no parque com esse frio, vou pelo menos tirar a neve para me movimentar um pouco.




Férias da francisação

Nossas aulas de francês tiveram uma pequena pausa no final do ano. Estudamos até 22 de dezembro e dia 23 fizemos uma grande confraternização. Tinha tanta gente que lotou uma quadra de esportes. Cada turma decorou uma enorme mesa com temas e produtos natalinos. Teve até um concurso para avaliar a mesa mais bonita. A mesa da nossa turma estava bem bonita, mas não ganhou. Outras turmas foram mais criativas.

Cada estudante levou um prato típico para a festa e após todos almoçarem foi a hora de dançar. Músicas de todos os países lá representados foram tocadas. Foi muito divertido. Gente do mundo inteiro dançando e confraternizando. Adoro isso!

As aulas retornaram esta semana, dia 09 de janeiro e vão até 27 de janeiro, quando terminaremos o curso.

Carteira de Motorista do Quebec

Eu e o Mauro já temos nossas carteiras de motorista do Quebec. O exame prático do Mauro (o segundo que ele fez) aconteceu dia 02 de dezembro e, dessa vez, ele passou! O exame foi na segunda-feira e a carteira chegou na sexta-feira pelo correio. Muito eficiente o SAAQ (o Detran daqui). Meu exame prático fiz dia 21 de novembro e a carteira também chegou na mesma semana.


As dicas para passar na prova prática são sempre as mesmas:
- PARAR completamento o carro nas placas de ARRÊT, pois aqui essas placas equivalem a sinal vermelho;
- Olhar os ângulos mortos do carro, pelos retrovisores e virando a cabeça para olhar os vidros de trás, sempre que for mudar de via ou virar à esquerda ou direita;
- Respeitar as placas de limite de velocidade, principalmente em áreas escolares onde a velocidade máxima é de 30 km/h;
- Dar sempre a preferência para o pedestre em faixas de pedestre ou quando for virar à direita ou esquerda, mesmo se o sinal estiver verde para os carros;
- Virar a cabeça e olhar para trás (de preferência com a mão direita no banco do carona) quando for dar marcha-ré;
- E, lógico, nunca ultrapassar o sinal vermelho.

Seguindo essas regras será difícil reprovar. Ainda bem que passamos enquanto não tinha neve e gelo nas ruas. Acredito que seja um pouco mais difícil fazer o exame com as ruas branquinhas.

Voltando a escrever no blog

Depois de um mês sem escrever nada aqui, por pura preguiça, voltarei a relatar nosso dia-a-dia em Montreal. Muitos amigos e leitores do blog reclamaram que não o estou atualizando, então, atendendo a pedidos, cá estou de volta! Sei que eu até prometi escrever sobre currículos, carta de apresentação e perguntas para as entrevistas de seleção, mas a correria diária e o cansaço falaram mais alto e eu não conseguia nem pensar em ligar o computador. Nossa rotina aqui pode parecer bobagem pra mim, mas me disseram que se eu escrever é importante para quem ainda não veio pro Canadá para ter noção da vida por aqui, além de ser importante para nossos familiares e amigos, que não falam com a gente todos os dias.

Graças a Deus, só coisas legais aconteceram nesses dias que fiquei sem escrever e vou tentar contá-las uma em cada post.

Então vamos começar!!!